O fígado com gordura na pandemia de Covid – Qual o grave problema que representa?

266

As restrições a mobilidade por culpa da pandemia de Covid estão provocando um aumento de peso na população, problema esse agravado naqueles que já apresentavam algum grau de depósitos de gordura no fígado, condição essa muito preocupante, chama de esteatohepatite não alcoólica (NASH) ou popularmente chamada de “esteatose”.

Um estudo americano, mas que serve de alerta para toda a população mundial, demonstrou que a necessidade de pessoas adultas que necessitam de um transplante de fígado aumentou drasticamente nos últimos anos, muitas vezes devido ao aumento do número de casos de esteatohepatite não alcoólica (NASH). Conforme a população dos EUA envelhece, os pesquisadores estimam que mais pacientes com 65 anos ou mais precisarão de um LT do que nunca

Um novo estudo descobriu que a proporção de americanos mais velhos que precisam de um transplante de fígado (LT) aumentou drasticamente nos últimos anos, muitas vezes devido ao aumento do número de casos de esteatohepatite não alcoólica (NASH). Conforme a população envelhece, os pesquisadores estimam que mais pacientes com 65 anos ou mais precisarão de um transplante de fígado.

Pesquisadores do Sistema de Saúde Inova em Falls Church, Virgínia, apresentado no The Liver Meeting Digital Experience analisaram dados de 31.209 candidatos a transplante de fígado de 2002 a 2020 nos Estados Unidos com indivíduos com mais de 65 anos de idade.

O estudo descobriu que a porcentagem de candidatos transplante de fígado em indivíduos com 65 anos ou mais era de 9 por cento nos anos de 2002 a 2005 aumentou para 23 por cento entre os anos de 2018 e 2020, um aumento de 155 por cento.

Ao analisarem quantos desses candidatos necessitavam de um transplante de fígado devido ao órgão prejudicado pela esteatohepatite não alcoólica (NASH) ou popularmente chamada de “esteatose” que era de 13 por cento nos anos de 2002 a 2005 aumentou para 39 por cento entre os anos de 2018 e 2020, um surpreendente aumento de 200 por cento.

Muitos desses candidatos ao transplante não conseguiram a chegar ao transplante na lista de espera pelo fígado devido à deterioração de sua condição de saúde, falecendo durante a espera.

MEU COMENTÁRIO:

O texto serve como alerta já que pessoas que se encontram acima do peso, que são sedentárias ou que possuem uma alimentação nada boa podem ter gordura no fígado (esteatohepatite não alcoólica (NASH), popularmente chamada de “esteatose”).

Na próxima consulta médica solicite a seu médico para verificar o estado de seu fígado, uma ultrassonografia pode mostrar um fígado mais embranquecido, indicando depósitos de gordura. Se aparecer exames complementares serão solicitados para avaliar o grau dessa esteatose.

Não existem medicamentos para cuidar dessa gordura no fígado, dependendo de você pode a controlar e a eliminar, aprenda como pode conseguir lendo os vários artigos encontrados na página https://hepato.com/category/esteatose-gordura-no-figado/

Fonte:

Non-alcoholic steatohepatitis (nash) is the most common indication for liver transplantation (lt) among the elderly: data from the united states scientific registry of transplant recipients (srtr) – Maria Stepanova, Khaled W. Kabbara, Denise Mohess, Alva Roche-Green, Manisha Verma and Zobair M. Younossi – The Liver Meeting Digital Experience 2021.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com

IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.

Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.

Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação médica.
Acesso livre: Este artigo é distribuído sob os termos da Licença Internacional Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 4.0 ( 
http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/ ), que permite qualquer uso, distribuição e reprodução não comercial em qualquer meio, desde que você dê o crédito apropriado ao (s) autor (es) original (is) e cite à fonte WWW.HEPATO.COM  e indique se foram feitas alterações.

O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA – ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO