Sintomas gastrointestinais e hepáticos exigem o teste para COVID-19

524

A lesão hepática, em particular, pode levar a maus resultados clínicos.

Estudo retrospectivo publicado na “Gastroenterology” de pessoas internadas em dois hospitais da cidade de Nova York com infecção por COVID-19 em março de 2020, mostra que um terço dos pacientes apresentou pelo menos um sintoma gastrointestinal e quase dois terços apresentaram evidências de lesão hepática, com aumento elevados nos níveis das transaminases.

Mulheres e pacientes com doença hepática crônica tiveram uma chance maior de apresentar sintomas gastrointestinais. A diarreia foi o sintoma gastrointestinal mais comum experimentado. Pacientes com sintomas gastrointestinais foram mais frequentemente admitidos no hospital; no entanto, eles apresentaram menor risco de morte e necessidade de internação na UTI. 

Os indivíduos com lesão hepática também tiveram maior probabilidade de necessitar de internação no hospital, e a lesão hepática na apresentação esteve fortemente associada a um aumento da possibilidade de evoluir para a morte ou de internação na UTI.

À medida que continuam a surgir dados sobre as manifestações do COVID-19, é importante entender os fatores de risco para maus resultados clínicos, como lesão hepática. Embora os sintomas respiratórios sejam mais comuns, também é importante reconhecer que os sintomas gastrointestinais e evidências de lesão hepática são comuns e devem ser considerados um motivo para testar os pacientes para COVID-19.

Fonte: Gastrointestinal and hepatic manifestations of 2019 novel coronavirus disease in a large cohort of infected patients from New York: clinical implications – Kaveh Hajifathalian, Tibor Krisko, Amit Mehta, Sonal Kumar, Robert Schwartz, Brett Fortune, Reem Sharaiha – Gastroenterology 2020; DOI: 10.1053/j.gastro.2020.05.010.

Carlos Varaldo
www.hepato.com
hepato@hepato.com

IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.

Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.

Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação médica.
Acesso livre: Este artigo é distribuído sob os termos da Licença Internacional Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 4.0 ( 
http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/ ), que permite qualquer uso, distribuição e reprodução não comercial em qualquer meio, desde que você dê o crédito apropriado ao (s) autor (es) original (is) e cite à fonte WWW.HEPATO.COM  e indique se foram feitas alterações.

O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA – ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO