Contribuição da sociedade civil para o fim das epidemias de tuberculose (TB), aids (HIV), enfermidades sexualmente transmissiveis (IST) e hepatites virais nas Americas e Caribe

109

Por iniciativa e com o apoio da Organização Panamericana da Saúde (OPAS) e da Organização Mundial da Saúde (OMS) organizações de base comunitária que trabalham com TB, HIV, ISTs e hepatites virais das Amaricas e do Caribe prepararam um documento com base no papel fundamental que a sociedade civil organizada desempenha no trabalho para impedir que essas epidemias sejam um problema de saúde pública em 2030

O documento descreve a contribuição da sociedade civil para atingir esse objetivo, com foco na inclusão de comunidades e populações e no aproveitamento de sinergias entre organizações, com base nos princípios da igualdade de gênero e expansão da os direitos dos grupos mais afetados.

Realizado junto a Organização Panamericana da Saúde (OPAS)  o documento na integra pode ser baixado em http://www.hcvsinfronteras.org.ar/wp-content/uploads/2021/01/Contribucion-sociedad-civil-al-fin-de-la-TB-VIH-ITS-Hepatitis-Diciembre-2020.pdf 

O Grupo de trabalho foi formado por:

Alberto Colorado. Coalición TB de las Américas, Coordinador. Estados Unidos

Andrés Cardona (ITS). Coalición TB de las Américas. Fundación para la Atención Integral (ANCLA), Medellín, Colombia

Carlos Varaldo. Grupo Optimismo de Apoyo al Portador de Hepatitis, Río de Janeiro, Brasil

Edson Aguilar. Asociación Ciudadana de Lucha contra la Hepatitis, Lima, Perú

Elena Reynaga. Red de Mujeres Trabajadoras Sexuales de Latinoamérica y el Caribe (RedTraSex), Ciudad de Buenos Aires, Argentina

Ezio Tavora. Brasilian Tuberculosis Research Network. REDE-TB Río de Janeiro, Brasil.

Jaime Argueta. Coalición TB de las Américas. Asociación Nacional de Personas Positivas Vida Nueva (ANP+VN), El Salvador

Karen Rivas. Clínica Universitaria Bolivariana, Medellín, Colombia

Luis Adrián Rendón. Sociedad Mexicana de Neumología y Cirugía de Tórax, México

Luis Sánchez. Coalición TB de las Américas. Asociación Integral de Salud para Guatemala (AIS), Ciudad de Guatemala, Guatemala

Maria Eugenia de Feo Moyano. Fundación HCV Sin Fronteras, Argentina

Melecio Mayta. Asociación de Personas Afectadas por Tuberculosis del Perú (ASPATPerú), Lima, Perú

Mónica Espinosa. Coalición TB de las Américas. Universidad del Valle, Cali, Colombia

Patricia Vélez Möller. Asociación Guatemalteca del Hígado, Ciudad de Guatemala, Guatemala

Sandra Escandón. Coalición TB de las Américas. Fondo Financiero de Proyectos de Desarrollo (FONADE), Bogotá, Colombia

Sergio R. Montealegre B. Instituto Humanista para la Cooperación con los Países en Desarrollo (Hivos), América Latina y El Caribe, San José de Costa Rica, Costa Rica

Violeta Ross. Red Boliviana de Personas Viviendo con VIH/SIDA (REDBOL), La Paz, Bolivia

– Consultor: Sergio Maulen. Argentina.

Carlos Varaldo
www.hepato.com

hepato@hepato.com

IMPORTANTE: Os artigos se encontram em ordem cronológica. O avanço do conhecimento nas pesquisas pode tornar obsoleta qualquer colocação em poucos meses. Encontrando colocações diversas que possam ser consideradas controversas sempre considerar a informação mais atual, com data de publicação mais recente.

Carlos Varaldo e o Grupo Otimismo declaram não possuir conflitos de interesse com eventuais patrocinadores das diversas atividades.

Aviso legal: As informações deste texto são meramente informativas e não podem ser consideradas nem utilizadas como indicação médica.
Acesso livre: Este artigo é distribuído sob os termos da Licença Internacional Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial 4.0 ( 
http://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/ ), que permite qualquer uso, distribuição e reprodução não comercial em qualquer meio, desde que você dê o crédito apropriado ao (s) autor (es) original (is) e cite à fonte WWW.HEPATO.COM  e indique se foram feitas alterações.

O Grupo Otimismo é afiliado da AIGA – ALIANÇA INDEPENDENTE DOS GRUPOS DE APOIO